A história de Pedro Almodóvar

Pedro

Pedro Almodóvar

A formação de uma estrela.
A história de Pedro Almodóvar de Madri para a fama mundial

Ele é um diretor que levou a indústria cinematográfica da Espanha a receber a atenção mundial por mais de três décadas. Tendo recebido dois prêmios do Óscar, cinco prêmios BAFTA, seis prêmios European Film, dois Globos de Ouro, seis prêmios Goya e várias honras no Festival de Cannes, Pedro Almodóvar tem moldado e pavimentado o caminho do cinema espanhol.

Nascido em Calzada de Calatrava, uma pequena cidade de Almagro, Ciudad Real, em Castela-La Mancha, Espanha, Pedro Almodóvar Caballero nasceu em uma família tradicional espanhola, que desejava que ele fosse padre. Seu pai era enólogo e sua mãe uma transcritora para os vizinhos analfabetos.

Durante sua infância, Almodóvar foi enviado para um internato religioso na cidade de Cáceres, onde ele deveria receber a educação preparatória para o seminário. Em vez disso, o jovem Pedro esteve voltado para os filmes que ele podia ver no cinema local - algo que ele não poderia fazer em sua cidade natal. Depois que terminou o ensino médio, Almodóvar se mudou para Madri para perseguir seu sonho de fazer cinema.

O início de Almodóvar no cinema e na atuação começou nos primeiros anos de 1970, quando ele colaborou com o grupo teatral de vanguarda Los Goliardos. Naqueles anos - marcados por um movimento contracultural depois da morte de Francisco Franco chamado La Movida Madrileña - ele se tornou uma figura de destaque no mundo artístico e começou a escrever artigos, a cantar em uma banda punk e a mostrar seus primeiros curtas-metragens filmados com uma câmera Super-8.

Até 1978, ele não tique ele fez o seu primeiro filme de longa-metragem no formato super-8, Folle… folle… fólleme Tim!, e dois anos depois Almodóvar fez seu primeiro filme em 35 mm: Pepi, Luci e Bom com um orçamento muito baixo e uma equipe de voluntários de disparo nos fins de semana. Seus filmes seguintes começaram a ser mais profissionais e exploravam sempre temas como a homossexualidade e distúrbios mentais com estética marcada por kitsch, humor ultrajante e sexualidade explícita, estabelecendo Almodóvar como um agente provocador do cinema espanhol.

O sucesso internacional veio a Pedro Almodóvar graças ao seu filme de 1988, Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos, uma comédia leve feminista que levou vários prêmios, recebendo no processo uma indicação ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.

Nos próximos anos, Pedro Almodóvar filmou um sucesso de bilheteria, Ata-me! (1990), Kika (1993), A Flor do Meu Segredo (1995), Tudo Sobre Minha Mãe (1999), que recebeu mais prêmios e honras que qualquer outro filme em espanhol, incluindo um Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, um Globo de Ouro na mesma categoria e muitos outros prêmios. Além disso, outros notáveis filmes incluem Fale com Ela (2002), que ganhou diversos prêmios, incluindo um Oscar de Melhor Roteiro Original, um prêmio César de Melhor Filme e um BAFTA e um Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro, Má Educação (2004), e A Pele que Habito (2011).

Durante sua carreira como diretor, Almodóvar tem promovido atores espanhóis talentosos para o reconhecimento mundial, como Antonio Banderas, Carmen Maura e Penélope Cruz, entre outros.

Voltar ao Era uma vez: Tudo Sobre Minha Mãe

 
  

Pedro

 

Inscreva-se para receber o Boletim Informativo do Eurochannel!

Não perca as nossas últimas programações, sorteios e eventos exclusivos!