Agora 03:25 - 05:10Destinos (Espanha)

Quem foi Marquês de Vauban

Vauban

 Vauban

O homem por trás do Rei Sol
Quem foi Marquês de Vauban

Cada rei tem uma corte e um grupo seleto de assessores para tornar o seu reino o melhor. No século 17, a maior superpotência do mundo, a França, tinha em seu governante, Louis XIV, o Rei Sol, um homem de grandeza e visão. . mas havia outra pessoa por trás dele. Ele não é famoso como súdito do rei Louis fora das fronteiras da França, mas seus esforços são dignos de reconhecimento.

Sébastien Le Prestre de Vauban, comumente conhecido apenas como Vauban, era uma personalidade eminente. Marechal de França e engenheiro militar mais importante de sua época, Vauban também era famoso por sua habilidade tanto na concepção das fortificações quanto na sua demolição e conquista, ganhando territórios e construindo obras arquitetônicas para seu rei.

Vauban nasceu em 1633 em Saint-Léger-de-Foucherets, França (agora Saint-Léger-Vauban), em uma família da pequena nobreza. A carreira natural para ele na época era o exército, e ele se alistou como um cadete na milícia do príncipe de Condé, que era um rebelde lutando contra a França. Ele rapidamente se distinguiu em várias ações de cerco - tanto na defesa como no ataque - mas foi capturado por tropas reais em 1653.

Logo depois, Vauban foi convertido em um devotado servo do rei pela bondade do Cardeal Mazarin, e começou uma carreira ilustre. Primeiro, ele participou do cerco de Sainte-Menehould e ganhou um posto de tenente no regimento da Borgonha, e em 1654 ele sitiou e tomou a própria primeira fortaleza.

Seu sucesso constante na guerra como um engenheiro o levou a se tornar Comissário Geral das Fortificações. Após a guerra nos Países Baixos Espanhóis, suas novas funções incluíam inspecionar as fortificações existentes em toda a França, e identificar novos locais a serem fortificados. Ele se tornou um conselheiro de confiança do rei e trabalhou em estreita colaboração com Louvois, ministro da Guerra de Louis XIV.

Entre 1672 e 1679, Louis XIV entrou em guerra com os holandeses. Este período viu Vauban obter vários sucessos, atuando em muitas vitórias e capturando Maastricht usando uma nova tática especial chamada trincheiras paralelas, que foi adotada em toda a Europa e ainda estava em uso mais de um século mais tarde. Em 1676, ele foi promovido a Maréchal-de-camp.

Após a guerra holandesa, Vauban novamente começou a trabalhar fortificando novas conquistas e protegendo as fronteiras da França. Ele aconselhou Louis XIV a usar algumas fortalezas capturadas do inimigo como moeda de troca para delinear a fronteira de uma forma vantajosa, em contraste com a estratégia politica popular da época que consistia em "agarrar quanto mais território possível". Vauban projetou várias fortalezas durante este tempo, incluindo Estrasburgo, Luxemburgo e Landau.

Em 1701, a saúde de Vauban estava começando a diminuir à medida que se aproximava o fim de sua vida. Em 1703, ele foi nomeado Maréchal da França, mas foi chamado novamente ao serviço no final daquele ano. Em sua aposentadoria, ele escreveu um tratado sobre a fortificação e cerco guerra, que foi reproduzido em vários idiomas europeus diferentes e usado por muitos anos seguintes.

Em 1707, ele publicou um artigo polêmico condenando o sistema fiscal desleal do governo francês e propôs um sistema melhor. Suas reformas foram rejeitadas pelo rei, e Vauban morreu pouco depois, em 1707.

Voltar ao Vauban, o suor salva o sangue

 
  

empire

 

Inscreva-se para receber o Boletim Informativo do Eurochannel!

Não perca as nossas últimas programações, sorteios e eventos exclusivos!